Seja por meio da inovação, da eficiência operacional, da qualidade ofertada ou de diferentes estratégias de marketing, desenvolver e sustentar uma vantagem competitiva sólida é essencial para o sucesso a longo prazo de qualquer negócio, em maior ou menor grau. Essa distinção não apenas impulsiona o desempenho atual da empresa, como também fortalece a sua posição diante das constantes mudanças do mercado. 

Para uns, essa verdade é latente, mas controlável, na medida em que o mercado volátil em questão é mais segmentado e específico. Para outros, obter vantagem competitiva é como uma questão de sobrevivência. E é precisamente aqui, neste cenário de generalização e complexidade, que entram os grandes operadores de logística interna. 

Dito isso, como estes jogadores encontram vantagem uns sobre os outros?  

O QUE SIGNIFICA OBTER VANTAGEM COMPETITIVA?

Se tivéssemos de definir vantagem competitiva em uma só palavra, esta seria “diferencial”. 

A amplitude e o dinamismo do mercado são tantos que uma das armadilhas mais frequentes a que players estão sujeitos é, justamente, a de se igualar aos demais. Logo, se sou igual ao meu concorrente e nossos produtos servem ao mesmo objetivo, como me destaco na mente do meu público-alvo? 

A resposta está no diferencial. E este diferencial pode ser trabalhado de diferentes formas, seja por meio da comunicação, do atendimento, do relacionamento com os diversos stakeholders, da oferta de melhor custo-benefício, ou outras.

No caso da logística interna, invariavelmente destacam-se os players que apresentam:

  • Flexibilidade das operações
  • Abrangência dos serviços prestados
  • Expertise na área
  • Mentalidade estratégica
  • Customização

APLICANDO ESTRATÉGIAS DE DIFERENCIAÇÃO NA LOGÍSTICA INTERNA

Primeiro, pensemos em dados e na grande quantidade de informações que não só é gerada, como também conduz, as operações de intralogística. Tratam-se de informações que proporcionam uma base sólida para uma tomada de decisões mais estratégica e que garantem a otimização de todos os processos.

No entanto, como utilizá-las de forma a tornar o serviço prestado mais legítimo, valorizado e, claro, diferenciado?

Análise

Com o grande volume de dados disponível num só lugar, de forma integrada, é possível obter insights valiosos para a tomada de decisões, bem como previsões mais precisas com relação à melhoria de rotas, de estratégia e de processos em geral. O uso de softwares de gestão de dados são uma peça fundamental para tanto, pois gerenciam informações de forma automática, eliminando, inclusive, os custos e a preocupação com manutenções constantes.

Segurança

Investir em provedores de serviços em nuvem que adotem medidas de segurança, como criptografia, autenticação multifatorial e auditorias regulares, também pode garantir que dados sensíveis das operações de logística interna do seu cliente estejam sempre em segurança, além de possibilitar rastreamento em tempo real, monitoramento avançado de ativos e proteção de dados de movimentação, estoque, armazém e carga, reduzindo, assim, os riscos iminentes. 

Agora, pensemos em operações e em todo fluxo de atividades em que empresa, equipe e materiais estão envolvidos. Para promover um serviço que entregue agilidade e eficiência, sem que a qualidade se perca no meio do caminho –  que é árduo e que se configura por uma série de fatores complexos -, dois aspectos merecem atenção especial.

Integração

Serviços 100% integrados ajudam a visualizar de forma holística e global as operações do processo intralogístico de ponta a ponta e a gerenciar todas as suas etapas, centralizando numa só fonte as informações mais críticas e relevantes para o negócio do cliente.

Rapidez 

Mais de 50% do tempo de um operador é gasto com separação de pedidos e deslocamento de materiais. E isso apenas para dar um exemplo de uma pequena, mas importante, etapa da intralogística. Com planejamento e aplicação de tecnologias específicas para estes processos, otimizamos esse tempo “gasto” em outras demandas latentes e propiciamos um ativo de tremendo valor para o cliente: tempo. 

NO QUE INVESTIR PARA UMA LOGÍSTICA INTERNA DIFERENCIADA?

  • Recursos: investir em recursos adequados, como tecnologia avançada, instalações eficientes, pessoal qualificado e treinado, e equipamentos de movimentação de carga de última geração, contribui para a otimização dos processos, para o aumento da produtividade e para a melhoria na qualidade dos serviços.
  • Inovação: o investimento em inovação é crucial para manter a relevância no mercado. Em se tratando deste ramo, operadores logísticos mais inovadores estão melhor posicionados para antecipar as necessidades dos seus clientes e se adaptar rapidamente a elas, o que os posiciona melhor, também, perante o mercado como um todo.
  • Relacionamento: investir em construir e manter um relacionamento sólido com os clientes não apenas melhora seus níveis de fidelidade, como gera confiança e satisfação. Clientes satisfeitos tendem a permanecer leais e a recomendarem a empresa a outros, aumentando a base de clientes e fortalecendo sua posição no mercado.
  • E, o principal, gestão estratégica: uma gestão ativa e estratégica é aquela que possui visão para alocar os recursos disponíveis da melhor forma, reduzir os custos desnecessários, tomar as melhores decisões tendo em vista o contexto específico do cliente e proporcionar estabilidade para as operações, a longo prazo. Nem todo concorrente está disposto a mergulhar na história do cliente para entendê-lo com precisão. Uma gestão próxima e atenta a isso, mesmo quando o assunto é terceirização, pode fazer a diferença na corrida pela preferência.

QUALIDADE DOS SERVIÇOS CÉLERE INTRALOGÍSTICA

A mentalidade inovadora está no cerne de Célere, pois nos questionamos a todo momento de que maneiras tornar mais flexíveis, integradas, eficientes, rápidas e seguras as operações de logística interna, de maneira sempre disruptiva e o mais diferenciada possível. 

Para isso, inovar é preciso e nosso olhar estratégico sobre a gestão de processos logísticos internos surge como diferencial número 1 do nosso trabalho! 

Nossos sistemas de gestão de armazéns, cargas, transportes, estoque e frete são fruto de uma experiência profunda em tudo que implica a logística interna de materiais. 

Para citar apenas algumas de suas funcionalidades, destacamos: 

  • Prevenção a pagamentos indevidos e/ou duplicados em fretes, reduzindo os custos gerais de 4% a 5%
  • Avaliação virtual de todas as notas fiscais de venda e de frete
  • Relatórios completos com histórico de serviços 
  • Integração com softwares ERP das transportadoras via Intercâmbio Eletrônico de Dados (EDI)

Para além destas e de muitas outras funcionalidades dos sistemas utilizados pela Célere, uma gestão que posicione a tecnologia e a inovação como pilares para o crescimento do negócio é imprescindível. Aqui, nos guiamos por três pilares rumo à vantagem competitiva:

Segmentação

A Célere, desde a sua criação até hoje, é o único operador logístico no Brasil focado exclusivamente em intralogística.

Experiência 

Operamos 100% das atividades de logística interna do cliente, dentre recebimento de material importado, matéria-prima, armazenagem, separação, abastecimento de fábrica e retirada de fábrica, tudo com quadro enxuto e processos extremamente complexos.

Sob medida

Atuamos sob o conceito “Tailor made”, com soluções sempre sob medida pro cliente, considerando desde as reais necessidades do cliente ainda na fase de projetos, passando por um diagnóstico altamente assertivo, até a execução de plano de ações com estratégia específica.